Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Especial e Única

Apaixonada por cosméticos e maquilhagem! Apaixonada por ser mulher! Deus fez-me especial e única. A mim, e a cada uma de vocês!

Especial e Única

Apaixonada por cosméticos e maquilhagem! Apaixonada por ser mulher! Deus fez-me especial e única. A mim, e a cada uma de vocês!

Fui mãe.E eu?

 

Fui mãe, e estou feliz.

Ok, não sei se é bem felicidade. Estou confusa, sim é maravilhoso olhar para o meu bebé e ver como Deus foi perfeito na sua criação, mas achei que eu voltaria a ser EU.

Mudou tudo! Eu não sou mais eu, não conheço este homem que está ao meu lado, a minha casa parece Bagdad de tão desarrumada, e não faço mais nada para além de amamentar e mudar fraldas.

Pensei que ao regressar a casa fosse encontrar o meu marido, mas não em vez dele, encontrei um tipo que não decide nada por ele, pergunta-me tudo! Santa paciência! Ele não vê o que é preciso fazer? Não vê que eu estou cansada? Eu preciso emagrecer! Porquê que ele já não me olha daquela maneira? Será que já não se sente atraído por mim? Deve ter outra. Eu acho que já não me ama! Olha, também já não quero saber!

 

Porreiro, não sabia que ser pai significava ficar sem mulher! Ela passa o dia todo em casa de pijama, não faz nada, e ainda refila quando eu chego! Só tem olhos para o bebé E eu? Ela não vê que eu estou carente? Será que eu já não a atraio? Porquê que ela já não se arranja?  Mas porquê que eu me casei?  

 

Isto é o que acontece com a grande maioria das mulheres/homens que têm filhos. Poucos confessam o que lhes vai na alma, porque socialmente não parece bem - O que é que vão pensar de mim?   

É inquestionável ser mãe é maravilhoso, mas todas as mães são mulheres, e é essa mulher que muitas vezes se perde durante o processo de aprendizagem de ser mãe.

Porque a maioria de nós não sabe bem quem é como mulher! Temos uma auto-estima fraca e intermitente, influenciável por tudo o que é condicionante externa, e achamos que é obrigação do nosso parceiro suprir essa deficiência.

Pois, lamento informar-vos mas não é.

Homem nenhum será capaz disso. Pode conseguir durante um período de tempo, mas não durante toda a vida.

Na realidade os homens também têm as suas inseguranças, frustrações, medos, só não contam a ninguém. Eles precisam de mulheres seguras para lhes alimentar o ego, eles gostam de ser admirados e elogiados.  

Então de um lado temos uma mulher frágil, que acabou de dar à luz , e do outro lado um homem inseguro e criança que precisa que lhe alimentem o ego. Ambos querem ser felizes, e cobram isso um do outro.

E quando tudo está a dar errado qual o caminho mais fácil? Emburrar e separar -  O que eu quero é ser feliz!  

 

Calma. Respirar fundo.

 

1. Vamos olhar para o espelho. Não somos nós? O que está errado? Vamos tratar. Vocês sabiam que quando nos tratamos a nossa auto-confiança aumenta?

 

2. Vamos conversar. Em casa não dá? Vamos jantar fora. Os silêncios desconfortáveis e as discussões devem e precisam ser tratadas. Não deixem nada por esclarecer. São as coisas pequeninas que nos fazem felizes, mas também são as coisas pequeninas que nos vão magoando dia após dia, por isso não as desvalorizem. Essas coisas pequeninas quando não são tratadas e perdoadas transformam-se em montanhas intransponíveis que levam à separação.

 

3. Ainda não melhorou? Vamos pedir ajuda.

 

4. Vamos fazer coisas juntos?

 

5. Ainda não melhorou? Vamos insistir. 

 

A separação é dolorosa. A separação é frustante, é o sinal que o nosso projecto de família falhou. Nenhum filho está preparado para isso. E isto é a mais pura verdade.

Vamos investir mais em nós? Vamos investir no nosso bem mais precioso?